Golden Retriever na águaOs animais domésticos podem ser os de companhia, de quinta e os animais exóticos. Os de companhia são os cães, gatos, aves, peixes, hamsters, os exóticos são as iguanas, cobras, e os de quinta são “animais da fazenda”, como a vaca, o cavalo, a galinha, o porco, que por mais que não morem dentro de casa, possuem um lugar específico para viver (como curral, galinheiro, etc.) diferente do seu habitat natural, e convivem com o homem. Para isso, é possível realizar o adestramento de cães e outros animais. Veja aqui algumas características dos principais animais domésticos:

Cães

Os cães ou cachorros (Canis lupus familiaris) foram um dos primeiros animais a serem domesticados e atualmente é o preferido de todos, pois além de ajudar em diversas atividades, é um verdadeiro companheiro, criando fortes vínculos com seus donos. É um mamífero canídeo, onívoro (se alimenta de produtos de origem animal e vegetal), possui mais de 400 raças, e também os vira-latas, que são os cães sem raça definida.

Os cachorros têm muitas características que os tornam de grande utilidade, como sua corrida vigorosa, a caça, o excelente olfato e audição, a obediência, agilidade, inteligência, e a boa capacidade de aprendizagem. Por esses e outros motivos, são adestrados para diversas atividades, como cão de caça, pastor de rebanhos, cão de guarda, cão de busca, cão de resgate, guia de cegos, esportistas e também como cão de companhia, por serem extremamente dóceis, um verdadeiro amigo.

Importante: É necessário estabelecer aos cães, desde o início, um local para fazerem as necessidades, local para se alimentar e para dormir. Mas, é preciso ter paciência, pois esse aprendizado demora algum tempo. Após as refeições, eles começam a farejar o chão procurando um local, e é nessa hora que é preciso levá-lo ao lugar certo de fazer as necessidades. Se ele fizer no lugar errado, repreenda-o logo após.

Raças indicadas para determinadas atividades e ambientes:

  • Cão Guia: Pastor Alemão, Golden Retriever e Retriever do Labrador
  • Cão para apartamento: Beagle, Bichon Frisé, Basset Houd, Chihuahua, Cocker Spaniel Inglês, Cocker Spaniel Americano, Dachshund Miniatura, Lhasa Apso, Maltês, Pincher, Poodle, Pequinês, Pug, Shar Pei, Schnauzer Miniatura, Shih Tzu, Scottish Terrier, Westie Terrier, Yorkshire.
  • Cão de resgate: Pastor Alemão, Pastor Belga, Boxer, Doberman, Labrador, Rottweiler.
  • Cão de guarda: Bullmastiff, Doberman, Rottweiler, Pastor Alemão, Pastor Belga, Komondor, Puli, Schnauzer Gigante, Rhodesian Ridgeback, Kuvasz, Chow Chow, Mastiff.

Obs: É muito importante analisar o comportamento da raça antes de adquiri-la. Por exemplo, uma pessoa que escolhe o labrador como cão de companhia, deve estar ciente de que é uma raça extremamente ativa, que vai precisar de não apenas um, mas pelo menos dois passeios longos diários; do contrário, pode apresentar sinais de ansiedade, como destruição de objetos e excesso de uivos e latidos.

Principais Raças de Cachorro
Akita Inu Dálmata Pequinês
American Pitbull Dobermann Perdigueiro
Bassethound Dogue Alemão Pinscher
Beagle Dogo Argentino Poodle
Bernese Mountain Dog Fila Brasileiro Rottweiler
Bichon Frisé Fox Paulistinha ou Terrier Brasileiro São Bernardo
Boxer Gonden Retriever Schnauzer
Border Collie Husky Siberiano Setter Irlandês
Bulldog Labrador Sharpei
Bullmastiff Lhasa Apso Shih Tzu
Bull Terrier Maltês Spitz Alemão ou Lulu da Pomerânia
Chihuahua Mastiff Pug
Chow Chow Mastino Napoletano Teckel, Basset Cofap ou Dachshund
Cocker Spaniel Americano Old English Sheepdog Yorkshire Terrier
 Cocker Spaniel Inglês  Pastor Alemão Weimaraner
Collie Pastor de Shetland Whest Highland White

 

Gatos

grato rajadoO gato faz parte da família dos felinos, animais mamíferos carnívoros, e assim como o cachorro, é um dos animais domésticos mais populares. A principal característica do gato é seu individualismo, graça, simpatia, solidão, e sua independência, por mais que seja domesticado, continua sendo “livre”, não se submete ao seu dono como o cão, sai a hora que quer, come a hora que gosta, deita onde achar melhor. É um bichinho com um instinto “folgado”. São também caçadores naturais, mesmo quando criados em casa e bem alimentados, quando tiverem a oportunidade, caçarão.

Ao contrário do que muitos pensam, o gato é um animal carinhoso, e quando seu dono chega, o recebe com um som especial. Quando satisfeito ele sempre ronrona, quando mia se dirige às pessoas e não à outros gatos e quando defendem seu território é unicamente contra outros gatos. Possuem muitos sons, ruídos, espirros e, em relação aos cinco sentidos, possuem desenvolvidos o tato, audição e visão. O bigode é um órgão tátil muito sensível nos gatos.

Sua corrida não se compara em termos de velocidade com a dos cães, mas por ter garras, consegue subir em árvores, muros, e deslocam-se por meio de saltos e movimentos harmoniosos.

Mesmo não parecendo, pela idéia de que “gato não gosta de água”, os gatos são limpos. Possuem a língua áspera, que serve para fazer a própria limpeza. Por isso vivem se lambendo e se alisando.

Raças de Gato

Bengal

Gato de pelagem semelhante a de um leopardo, de comportamento dócil, inteligente e obediente. O Bengal gosta de brincar com água, é um exímio escalador, pescador e caçador, além de ser bastante elegante.

Chartreux

Gato de origem francesa, de pelagem densa e brilhante, médio porte, forte e elegante. Tem um comportamento carinhoso, esperto e de fácil socialização.

Himalaio

Também conhecido como Himalaia, é uma raça mestiça de Persas e Siameses. Possui pelagem exuberante, cheia e de textura sedosa. Sao animais carinhosos, que gostam de ficar no colo, dóceis, caseiros e silenciosos.  

Maine Coon

Essa raça apresenta um aspecto de animal selvagem, devido ao seu tamanho, peso e apararência. Pessoas que gostam de cachorro, terão facilidade com esse animal, que até coleira usa. Uma particularidade da raça é o fato de gostar de água, saindo de casa para passear nos dias de chuva. São animais que adoram altura, são amáveis, receptivos, dóceis, tranquilos e inteligentes.

Persa

Gato de origem britânica, de focinho achatado e pelagem longa. De tempearamento carinhoso, companheiro, bastante apegado ao dono, o Persa gosta de ficar no colo e receber afagos. É bastante tranquilo, dorme bastante, quase não mia, não costuma sair de casa, caracterizando-se como uma raça dependente. É afetuoso e brincalhão, na maior parte do tempo, convivendo de maneira pacífica com outros gatos e cães.

Ragdoll

Raça canadense, conhecida por sua extrema sociabilidade. A cor de seus olhos é azul e sua pelagem é fofa e sedosa. O Ragdol costuma dormir de barriga pra cima, no colo das pessoas ou em qualquer lugar São muito mansos, meigos, brincalhões, dóceis e receptivos.

gato cinza pelo longoSagrado da Birmânia

Essa raça é também conhecida pelo nome de Briman. Costuma pedir a atenção do dono, mordiscando seu calcanhar. É docil, carinhoso e uma perfeita companhia. O Birman é extremamente inteligente. De porte médio e olhos azuis, a raça possui patas brancas, como se usasse luvas. O Sagrado da Birmânia possui saúde forte.

Siamês

Originário da Tailândia, o gato Siamês adora o contato com o dono, ficando no colo a maior parte do tempo. São afetivos, dóceis e interagem com as crianças de casa, além de serem dotados de grande inteligência. Ponta da cauda, patas e extremidades do focinho tem pelagem mais escurecida que a restante do corpo. 

Siberian

Essa raça preserva um aspecto rústico de gatos provenientes de florestas. Excelente caçador, os Siberian são também brincalhões, afetivos com os donos e não costumam estranhar as visitas. São dóceis, companheiros, apegados ao dono e de fácil adaptação às mudanças climáticas.

Doenças Transmitidas pelos Animais

Seu animal de estimação pode ser lindo, e você pode ter um carinho imenso por ele, mas cuidado com o contato indevido, como lambidas no rosto, beijo na boca do animal ou muito perto da boca e mordidas, pois muitos possuem um contato direto da boca com as fezes e com a urina, contraindo bactérias que são totalmente prejudiciais aos humanos.

Principais Doenças dos Animais Domésticos

Leptospirose

É uma doença transmitida pela bactéria “Leptospira interrogans”, e após infectados, os animais liberam essa bactéria pela urina, que quando entra em contato com os seres humanos, transmite a doença. Em alguns casos, mesmo quando vacinados, há risco dos animais tornarem-se portadores da bactéria. Os principais animais transmissores são os ratos, cães e gatos.

A “Leptospira interrogans” penetra através da pele, de mucosas (boca, olhos, nariza) e também pela ingestão de água ou alimentos contaminados.

Toxoplasmose

É uma doença infecciosa, causada pelo protozoário “Toxoplasma gondii”, que normalmente se encontra nos gatos, e chega ao homem pelo contato com as fezes do animal. Mas a doença pode ser contraída também com a ingestão, e manipulação de carne crua e leite não pasteurizado. O cuidado deve ser ainda maior em caso de gravidez, pois a doença pode causar má formações, deficiências, ou até levar o bebê à morte.

Brucelose

cachorro na praiaÉ causada pela bactéria do gênero “Brucella”, e sua transmissão pode ocorrer pelo contato com secreções vaginais dos animais, ou contato com o sangue, o feto e restos da placenta, e também através do consumo de leite não pasteurizado ou do queijo. 

Larva migrans

Doença causada por parasitas intestinais, normalmente encontrados em cães e gatos, e a contaminação ocorre através do contato com as larvas presente nas fezes dos animais. Ao defecar na terra ou na areia, alguns ovos são eliminados nas fezes, e se transformam em larvas, que ao penetrarem na pele, causam a doença. Portanto, não deixe que os cães defequem em praias e parques, evitando a transmissão de doenças. E ao evacuar em qualquer lugar, recolha as fezes.

Sarna

A sarna é transmitida através do contato direto com o animal, principalmente gatos, cães e coelhos. É causada por ácaros de diversas espécies. No homem, a sarna se manifesta por erupções vermelhas na pele, que coçam, e pioram com o calor. Nos animais, se manisfestam por crostas espessas na pele, queda dos pêlos, e erupções avermelhadas. Para evitar a sarna, mantenha o local onde se criam os animais bem limpo e higienizado, sempre dê banhos, e quando perceber alguma lesão na pele do animal, já procrue um veterinário.

Obs: Nem toda sarna é zoonose (doenças transmitidas por animais).

Micoses

São causadas por fungos que atingem a pele, as unhas e os pêlos dos animais, e quando os fungos se encontram em condições favoráveis ao seu crescimento, como locais muito úmidos, calor e baixa imunidade, eles se multiplicam e começam a provocar os sintomas da doença. E o contato direto com o animal, pode ter como consequência para os seres humanos, a transmissão da micose.

Raiva

filhote de cachorroÉ provocada por um vírus que ataca o cérebro e os nervos dos seres humanos, causando diversas dificuldades e complicações no corpo, e mata em 90% dos casos. Pode ser transmitida pela mordida ou pela saliva do animal. Por isso, é de extrema importância a vacinação. Caso ocorra alguma mordida, procure rapidamente um médico ou um posto de saúde, para tomar as providências necessárias.

Outra doença transmitida por animais exóticos como os répteis, é a salmonelose, causada por bactérias. Por isso, ao manipulá-los, lave sempre as mãos. Para quem possui bronquite asmática e rinite alérgica, o contato com os pêlos do animal pode ser bastante prejudicial. 

Devido à essas e outras doenças, ao adquirir um animal de estimação, é preciso ter responsabilidade e conscientização de que alguns descuidos podem gerar muitas consequências. Portanto, dê todas as vacinas necessárias ao seu animal, esteja sempre atento à alterações no corpo ou no comportamento dele e mantenha a higiene adequada.